Resenha batom Essence Metal Shock Lipstick

A resenha de hoje é sobre um batom que causou uma certa polêmica quando postei uma foto com ele: afinal, ele é rosa ou vermelho?

IMG_20170630_151547_496.jpg

Eu acho que é vermelho, será que sou daltônica? Hahahaha

A Essence está com uma linha de batons metálicos, coisa que aparentemente está voltando a ser tendência após a longa onda dos batons matte, chamada Metal Shock Lipstick. Foram lançadas 8 cores, e eu comprei a de número 3 (Ace of Hearts) por 2,95 euros na (adivinha) DM.

IMG_1586 (2).jpg

IMG_1590 (2).jpg

Vamos ver o que a marca diz sobre o produto (como sempre em tradução livre para o português):

Os batons cremosos deixam os lábios brilhando em cores wow – intensas com um efeito metálico.

A composição dele é a seguinte:

POLYBUTENE, DIISOSTEARYL MALATE, TRIDECYL TRIMELLITATE, HYDROGENATED POLYDECENE, POLYETHYLENE, SYNTHETIC FLUORPHLOGOPITE, OCTYLDODECYL STEAROYL STEARATE, HYDROGENATED COCO-GLYCERIDES, CERA MICROCRISTALLINA (MICROCRYSTALLINE WAX), OCTYLDODECANOL, MICA, TOCOPHEROL, LECITHIN, ASCORBYL PALMITATE, GLYCERYL STEARATE, TIN OXIDE, GLYCERYL OLEATE, SILICA, CITRIC ACID, CI 15850 (RED 7 LAKE), CI 45380 (RED 22 LAKE), CI 77491 (IRON OXIDES), CI 77891 (TITANIUM DIOXIDE)

Os batons dessa linha vêm em embalagens bem simples na cor preta, com um detalhe cromado no meio, próximo da tampa.

IMG_1592 (2).jpg

Tanto na bala, quanto na pele, o batom me pareceu um tom de vermelho mais frio com partículas metálicas, porém o próprio site da DM o define como rosa (mas na minha cabeça ele ainda é vermelho hahaha).

IMG_1594 (2).jpg

Como alguém pode achar que isso é rosa? Kkkkkkkkk

A textura dele nos lábios é bastante confortável e sua durabilidade é ok. Ele transfere um pouco, mas ainda não vi um batom que não saísse minimamente da boca após uma refeição, por exemplo.

IMG_1600 (2).jpg

Sobrou batom na boca após o teste de transferência

Achei que valeu o investimento, pois o custo benefício foi ótimo. O batom é super barato, tem uma cor bem bonita, e fixação digna, portanto, recomendo!

Para mais informações, aqui está o site da Essence já na página do batom resenhado, e aqui está o site da DM com os preços e outras cores dessa linha.

Gostaram do post? Curtam, comentem, compartilhem! 😀 Tem algum produto que vocês gostariam que eu resenhasse? Se sim, digam nos comentários, ou entrem em contato comigo pelas minhas redes sociais! Querem ver meu dia-a-dia aqui na Alemanha mais de perto? É fácil, me sigam no Instagram: viviancreder. 🙂

Beijão pra vocês :*

Vivi.

Resenha L’oréal Peeling Mask Tonerde Absolue

Com um nome internacional e gigante como esse, eu facilmente confundiria o produto com alguma coisa das organizações Tabajara, mas ele é da L’oréal mesmo, e é muito bom.

IMG_1445 (2).jpg

A L’oréal lançou três máscaras faciais de argila para purificar, iluminar e exfoliar a pele. Elas podem ser aplicadas ao mesmo tempo, em partes diferentes do rosto, ou sozinhas, que é como eu uso.

Hoje eu escrevo sobre a máscara exfoliante de três argilas e alga vermelha, cuja proposta é exfoliar as células mortas da pele, desobstruindo e diminuindo os poros. Achei sua apresentação bem bela e fina, pois o produto vem numa caixinha verde de um material tipo “papelão”, e a máscara vem em um pote de vidro simples, mas bonito, com uma tampa que você gira e retira, e uma proteção de plástico abaixo dela.

IMG_1457 (2).jpg

Peguei as informações sobre o produto no site português da L’oréal, apesar de ter comprado-o em uma DM (sempre) de Berlim, por 9,95 euros. Vamos ver o que ele promete:

Um cuidado intensivo numa textura creme-máscara, que não resseca e que absorve as impurezas, deixando a pele mais limpa e suave. Imediatamente: uma pele mais suave e mais lisa. Em 7 dias: poros reduzidos e grão de pele (hã? – acho que isso significa poro) mais fino. Dia após dia, uma pele visivelmente transformada, mais uniforme e luminosa.

Achei sua composição com mais facilidade no site da L’oréal em inglês, e ela é a seguinte:

AQUA / WATER, KAOLIN, GLYCERIN, GLYCERYL STEARATE, PROPYLENE GLYCOL, CYCLOHEXASILOXANE, HYDROGENATED POLYISOBUTENE, DIMETHICONE, PEG-100 STEARATE, PRUNUS ARMENIACA SEED POWDER / APRICOT SEED POWDER, PERLITE POLYSORBATE 20, CARBOMER, TRIETHANOLAMINE, DIMETHICONOL, PALMARIA, PALMATA EXTRACT, MOROCCAN LAVA CLAY, CAPRYLYL, GLYCOL, XANTHAN GUM, MONTMORILLONITE, TOCOPHEROL, PHENOXYETHANOL, CI 77491, CI 77492, CI 77499 / IRON OXIDES, LINALOOL, PARFUM / FRAGRANCE.

A indicação de uso é bem simples, basta aplicar uma camada fina da máscara no rosto limpo e sem maquiagem, evitando o contorno dos olhos e lábios, deixando-a secar de 10 a 15 minutos, removendo em seguida com água morna através de pequenos movimentos circulares para exfoliar a pele. Para resultados melhores, recomenda-se o uso três vezes por semana

Sua textura realmente lembra a de uma argila, e a máscara tem uma cor alaranjada, cheiro agradável, e é de fácil aplicação. Eu gosto de passar o produto apenas uma vez por semana, pois tenho a pele muito sensível e o excesso de exfoliações acaba agredindo muito o meu rosto. No mais, uso a máscara conforme o recomendado, e adoro o resultado.

IMG_1460 (2).jpg

Assim que removo o produto eu consigo notar a pele macia e lisinha, com uma aparência mais descansada e saudável. Vale ressaltar que ela não ressecou a minha pele, e que com essa aplicação semanal meu rosto não ficou sensibilizado.

Infelizmente eu não encontrei informações sobre a venda dessas máscaras no Brasil, porém ela é encontrada facilmente em drogarias daqui da Alemanha, e também é vendida em países como Portugal e Estados Unidos.

Gostaram do post? Curtam, comentem, compartilhem! 😀 Tem algum produto que vocês gostariam que eu resenhasse? Se sim, digam nos comentários, ou entrem em contato comigo pelas minhas redes sociais! Querem ver meu dia-a-dia aqui na Alemanha mais de perto? É fácil, me sigam no Instagram: viviancreder.

Beijão pra vocês :*

Vivi.

 

 

 

 

 

Resenha Essence the Gel Nail Polish, the Satin

Olá, aqui é a Vivian, e a resenha de hoje será Alemã! Eu não só estarei aqui no Blog contando sobre minha vida em Berlim, mas também estarei mostrando pra vocês um pouco sobre o universo da beleza por aqui. Sei que alguns dos produtos que vou resenhar não serão facilmente acessíveis pra quem está no Brasil por questões geográficas, porém eles podem ser adquiridos pela internet, em viagens, ou em versões brasileiras (caso elas existam, claro).

Essence principal

Eu estava procurando por um esmalte clarinho, depois de ter passado umas semanas pintando as unhas com cores vibrantes/ escuras. Em uma das minhas milhares de idas à DM (falei dela aqui), eu achei esse esmalte da Essence que me agradou bastante.

Vamos ver o que a marca diz sobre ele (em tradução bem livre para o português):

Amor de longa duração! A próxima geração dos esmaltes Essence está aqui! A fórmula especial do esmalte fornece uma manicure incrivelmente duradoura, e um brilho gel maravilhoso. A inovadora tecnologia de cor oferece cor intensa combinada com a cobertura perfeita.

A composição do esmalte é a seguinte:

ETHYL ACETATE, BUTYL ACETATE, NITROCELLULOSE, ADIPIC ACID/NEOPENTYL GLYCOL/TRIMELLITIC ANHYDRIDE COPOLYMER, ACETYL TRIBUTYL CITRATE, POLYPROPYLENE, ISOPROPYL ALCOHOL, ISOBUTYL ACETATE, STEARALKONIUM BENTONITE, SUCROSE ACETATE ISOBUTYRATE, SYNTHETIC FLUORPHLOGOPITE, TRIETHOXYCAPRYLYLSILANE, MICA, ALUMINUM HYDROXIDE, TIN OXIDE, CI 77491 (IRON OXIDES), CI 77891 (TITANIUM DIOXIDE).

O esmalte custou 1,55 euros, e a cor que comprei é a número 35 (Engaged) da linha gel da marca, um nude que, dependendo da iluminação, fica com um fundo mais rosado. A textura dele é cremosa, com algumas partículas de brilho bem pequenas, porém o esmalte não chega a ser cintilante e após seco ele fica um tanto quanto opaco.

Apesar de ser cremoso, ele é fácil de aplicar e não mancha. O pincel do esmalte não é tão flat, como uns outros que testei, mas ele é bem “gordinho”, o que ajuda bastante na hora de passá-lo nas unhas. Além disso, o cheiro é de um esmalte convencional, nada agressivo que atrapalhe seu uso.

pincel essence

Vale ressaltar que a Essence possui uma gama completa de esmaltes gel, englobando bases e top coats, e eu não apliquei o esmalte conforme a indicação do site da marca, ou seja, utilizando a base e o top coat gel deles. Utilizei minha base Mavala e um top coat da Sally Hansen, que seca o esmalte em poucos segundos e deixa a unha com um brilho bem legal.

esmalte em ação

Perdoem a tosquice, mas sou quem faço minhas unhas usando alicates alemães, que não são dos mais amolados.

O esmalte durou dignamente por quatro dias, o que não é lá incrível como veiculado no site da marca, contudo, eu também não usei o produto de acordo com as indicações deles, o que pode ter influenciado a sua durabilidade – as primeiras lascas surgiram após eu ter lavado o cabelo pela segunda vez.

Sinceramente, achei que valeu o investimento, pois a cor dele é bonita, ele é fácil de aplicar, é barato (se comparado a outras marcas vendidas por aqui) e resistiu à algumas tarefas domésticas.

Para quem tem curiosidade, acessem o site da Essence para mais informações sobre esse esmalte e demais produtos da marca, que vende seus artigos aqui e em outros países (o site está em inglês, mas o Google Tradutor dá uma força nisso).

Tem algum produto que vocês gostariam que eu resenhasse? Se sim, deixem a sugestão nos comentários, ou entrem em contato comigo pelas minhas redes sociais. Para acompanharem mais de perto minha vida por aqui, me sigam no Instagram: viviancreder.

Beijos, e até o próximo post! 🙂

Vivi.

Beleza na Alemanha: conheçam a DM.

Eu dedico o post de hoje para aqueles que, como eu, são apaixonados pelo mundo dos cosméticos.

DSC_0109-01.jpeg

Sim meus amigos apaixonados pelo mundo da beleza, nosso paraíso é aqui, na DM.

A DM, Rossman e Douglas são as drogarias mais famosas da Alemanha, sendo que as duas primeiras são bem parecidas e vendem produtos que eu chamaria de mais “populares”, com uma variedade maior de itens, enquanto que a última não é beeem uma drogaria, mas sim perfumaria, e tem uma abordagem mais restrita e mais cara. Contudo, elas têm algo em comum: muitos perfumes, maquiagens, esmaltes e creminhos.

Hoje vou falar especificamente da DM, que é a drogaria que eu visito com mais frequência (já que tem uma super perto da minha casa).

Como falei acima, a DM é uma drogaria, e não uma farmácia, portanto, lá não há farmacêutico, e o máximo que você vai achar no formato de um um comprimido são complexos vitamínicos e fitoterápicos. Aviso de antemão que se você está com dores fortes e/ ou precisa de um tratamento específico, seu lugar é na Apotheke – farmácia em Alemão.

A DM tem uma gama bem grande de produtos, e eu diria que seu foco principal são os cosméticos e higiene pessoal. Contudo, lá você também acha algumas comidas (geralmente bio), produtos de limpeza e até roupas para crianças e acessórios, como colares, brincos e prendedores de cabelo. Ou seja, o lugar tem muita coisa.

Collage 2017-07-09 22_05_56.jpg

Corredor com papéis higiênicos e fraldas, sabonetes, alimentos bio e miniaturas para viagem.

Focando nos cosméticos, que é o que interessa, é fácil encontrar na DM hidratantes corporais e faciais, sabonetes, máscaras para o rosto, protetor solar, maquiagens, esmaltes, produtos para cabelo como shampoos, condicionadores, finalizadores, tratamentos e tintas, dentre tantos outros itens.

Collage 2017-07-09 22_25_29.jpg

Perfumes, alguns tratamentos faciais, protetor solar e mais outros tratamentos faciais.

Entretanto, não só a diversidade de artigos é grande, mas a de marcas também. Além de vender produtos da Nivea, Garnier, L’oréal, John Frieda, OGX, Maybelline, Schwarzkopf, Essence, Max Factor, Nyx (fiquei sem ar e a lista ainda continua…), a DM também possui marcas próprias, como a Balea, Ebelin, e Alverde, que é uma linha de maquiagens e cosméticos naturais.

Collage 2017-07-09 22_21_56

Maquiagens L’oréal, corretivo True Match (que eu amo), quarteto de sombras neutras mas com um brilho lindo e tratamentos faciais da marca.

Collage 2017-07-09 22_18_36

Produtos Alverde e Produtos Essence, com foco na palette que você pode montar com as sombras que quiser da marca (cada uma custa 1,45 euros) e nos batons e demais produtos baratinhos, porém dignos.

Collage 2017-07-09 22_20_02

Produtos Lavera, de cosméticos naturais, com foco nesse quarteto de sombras que achei lindo e custa 5,45 euros.

Os preços da DM costumam ser acessíveis, inclusive quando se faz a conversão do Euro para o Real. Apenas para ilustrar, um shampoo John Frieda de 250 ml geralmente é vendido por 5,45 euros, sendo que o mesmo produto no Brasil costuma custar entre 60 e 80 reais. Essa diferença de preço não diz respeito apenas aos produtos John Frieda, já que consegui notá-la com a OGX e Nyx. Viram vantagem, né?

Collage 2017-07-09 22_23_33.jpg

Foco nos preços das tintas Olia, da Garnier, e dos produtos John Frieda: uso ambos e recomendo!

Ainda mais em conta são os produtos fabricados pela drogaria, pois, como mencionei, a DM possui seus próprios cosméticos, comidas, acessórios, e por aí vai. Eu particularmente recomendo os hidratantes da Balea, que custam em média 1,75 euros o tubo com 400 ml (os preços variam a partir das formulações dos hidratantes), e os acessórios para maquiagem da Ebelin (tem pincel kabuki por 4,95 euros e curvex por 2,45 euros). Esses não são os produtos mais fantásticos da face da Terra, porém acredito que a qualidade é ótima, especialmente quando se leva em consideração os preços.

Sei que ninguém no Brasil tem condições de simplesmente pegar um voo para Europa para dar uma passada na DM (exceto os ryckos), porém, se você pensa em visitar a Alemanha, ou outros países que tenham essa drogaria, e curte tanto o mercado da beleza como eu, aconselho fortemente que você visite o local para conferir o que ele tem para oferecer de bom.

Por fim, deixo aqui o link para o site da DM, que está em Alemão, mas que você pode traduzir com a ajuda do Google.

Gostaram do post? Curtam, comentem, compartilhem! 😀 Tem algum tema que vocês querem que eu aborde aqui no blog? Se sim, digam nos comentários, ou entrem em contato comigo pelas minhas redes sociais! Querem ver meu dia-a-dia aqui na Alemanha mais de perto? É fácil, me sigam no Instagram: viviancreder.

Beijão pra vocês :*

Vivi.

Ravena Tenório: uma nordestina que Vale a Pena

Olá Belezinhas!!! Hoje temos mais uma edição do Beleza que Inspira e eu realmente AMO escrevê-la pois normalmente só convido gente bacanérrima! E dessa vez não foi diferente! Convidei a queridíssima Ravena Tenório, a arquiteta e urbanista de Recife, dona do insta mais amado chamado Será que Vale a Pena, onde ela faz resenhas (sem jabá) dos mais diversos produtos de make! É maravilhoso! ❤

Daí criei coragem para entrevistá-la e ela aceitou! Graças a Deus! ahahah A entrevista ta muito bacana e já digo logo, sigam o insta dela @seraquevaleapenaa porque só sai dica boa!

Eu acho super válido seguir pessoas na internet que sejam gente como a gente sabe? Sem muita produção, de forma leve e real, mostrando que a gente pode sim ter coisas boas sem precisar decretar falência! haahahah

Preparem o dedo pra rolar essa página porque a gente conversou demais e eu adoro isso!

IMG_2863[1]

linda, maravilhosa & plena

1. Quando começou o seu interesse por maquiagem?

Acredito que meu interesse por esse mundo começou desde pequena. Sempre fui muito vaidosa, e lembro que todo dinheiro que eu ganhava era investido em batons e paletas de sombras, aquelas bem coloridas que toda menina sempre tem sabe? Mas eu busquei aprender mesmo sobre o assunto já com uns 16 anos, e aí comecei a procurar sobre os produtos, entender como funcionava, e a amar ainda mais esse universo.

2. Há quanto tempo tem o @seraquevaleapenaa?

Criei o Será que vale a pena? No dia 24/08/2016 ele tem apenas 10 meses, mas é engraçado que sinto como se tivesse o perfil há mais tempo.

3. De onde surgiu a ideia de ter esse insta focado para testar maquiagens?

Sempre pensei e fui muito incentivada pelas amigas para criar uma blog que falasse sobre esse universo de beleza, mas tinha muita vergonha, e também queria algo que fosse diferente. Mas eu não sabia como fazer isso de fato. Eu realmente queria tentar ajudar as pessoas a entender e aprender mais sobre esse universo de maquiagem. A ideia surgiu conversando no telefone com uma amiga minha de infância, e eu acho que foi a primeira vez que eu falei em voz alta sobre esse desejo.  E sempre falo que quando falamos “alto”, sem ser por pensamentos, as coisas soam de outra forma. Então, comecei a juntar as ideias e lembro que falei: “Queria mostrar as pessoas se aqueles produtos realmente valem a pena” E foi daí que surgiu o nome e o perfil. Ainda no telefone eu comecei a criar a conta, e no outro dia comecei a postar.

4. Em que momento você percebeu que o seu insta estava realmente sendo visto?

Tudo aconteceu muito rápido, e eu sinceramente nunca imaginei que isso fosse acontecer. Tanto que criei o perfil e eu não contei para ninguém. Minha família e minhas amigas foram me descobrindo aos poucos, porque me achavam na ferramenta do Explorar sabe?! Haha.  Acredito que até hoje a minha ficha não caiu. Eu tento não me preocupar muito com números e dados, tanto que eu mal acompanho isso. Eu apenas quero colocar ali as minhas experiências sobre os produtos e ouvir de outras pessoas também, afinal ninguém é dona da verdade né?! Mas para mim, a quantidade de seguidores que eu tenho/terei será apenas um reflexo do trabalho legal que estou fazendo lá no SQVP. Números, são apenas números. E talvez tenha sido por essa “despreocupação” toda que eu cresci tão rápido, porque meu foco era de fato levar o conteúdo.

5. Você tem haters? E como lida com as críticas?

Graças a Deus não! Haha. Mas sobre as críticas é uma coisa que aprendi a lidar aos poucos. Coloco no perfil minhas opiniões e minhas experiências, mas é claro que é uma coisa que não acontece com todos, senão não teríamos tanta variedade de produtos assim né? Porque todas usariam as mesmas coisas. Recebo muitas críticas construtivas, e sempre respondo todas com o maior carinho, porque como já falei ninguém é dona da verdade. Já com as críticas destrutivas, que são um pouco mais chatas, eu sempre tento contornar a situação respondendo educadamente e tentando mostrar que ali foram resultados das minhas experiências.

IMG_0157[1]6. Quais produtos e marcas tem sido os seus favoritos que não tem te decepcionado?

As bases da Vult ganharam um lugar no meu coração esses dias. A Versão MATTE e a versão HD são incríveis, duram demais na pele, tem uma textura super “leve” e suportam o calor de Recife, e a oleosidade da minha pele mista. Outro produto indispensável para mim é o corretivo, e sem dúvidas o que me surpreendeu esse ano foi a nova versão do produto da Tracta. Desde que eles reformularam e criaram a versão Matte, não vivo mais sem e sou dessas que saio por ai falando dele pra todo mundo Haha. Acho que a Tracta devia até me mandar uma caixa dele. Haha!! Ainda falando em produtos para pele, o pó da Ricosti que é super baratinho e cumpre bem demais o papel dele. O iluminador da Ruby Rose, que foi desejo de toda mulher logo que lançou, e por último os batons líquidos da Linha Bruna Tavares. Aquela mulher não brinca em serviço né? A cada lançamento dela eu piro, e realmente todas as cores são diferentes, e a qualidade nem se fala. São batons que realmente não saem de jeito nenhum. E eu sou bem crítica nesses pontos de duração de produtos.

7. O que você indica pra quem ta começando a ter uma necessaire?

A primeira coisa que você precisa saber é como é seu tipo de pele. Porque isso vai influenciar demais na escolha de todos os produtos. Não adianta eu ter pele seca e usar produtos para pele oleosa, com toda certeza você não vai obter um bom resultado, principalmente se esse produto for base. As chances da base abrir/craquelar no seu rosto, por exemplo, será enorme. Eu sou muito apegada em pele, acredito que ela muda uma maquiagem. Mesmo que você não tenha habilidade de fazer um super esfumado no olho, mas a sua pele esta bonita e bem preparada, você coloca um rímel e já está pronta para ir para qualquer lugar. E aí é só usar e abusar das cores dos batons. Por isso invista em uma boa base e um bom corretivo. E para o produto ser bom não significa que ele tem que ser caro. As marcas nacionais estão com tudo, e os produtos hoje em dia são tão bons quantos os importados. Na minha pele, por exemplo, que é mista/oleosa, super me dou bem com as bases da Vult e o corretivo da Tracta Matte. Os demais itens indispensáveis em uma nécessaire são: Primer, Pó compacto (indico de olhos fechados o da Vult), Blush, uma sombra iluminadora, um pó para contorno, iluminador facial, uma sombra para realçar as sobrancelhas, lápis para olhos, rímel e dois batons: um nude e um outro tom escuro. Só com esses produtos você já consegue uma maquiagem incrível para usar em qualquer ocasião.

8. Pra você, produto caro é realmente sinônimo de produto que vale a pena?

Com toda certeza não. Alguns produtos caros são realmente um investimento para quem assim como eu, é louca por maquiagem. Se tivesse que falar um produto caro para você investir seria: Base. Quanto aos demais produtos como, blush, rímel, sombras, pó, batom, etc, temos ótimas opções no mercado nacional. Acredito que antigamente o mercado não tinha tantas opções como temos hoje, por isso era tão almejado esses produtos mais caros e/ou importados.

9. Tem algum produto que você se arrependeu profundamente de ter comprado?

Váriooooosss!!! O primeiro que me arrependi profundamente foi um rímel da MAC que se ele sentir uma gota de água no ar ele derrete e me deixa igual a uma panda. Haha! Sem condições né? E olha o produto caro decepcionando ai!! Outro queridinho no mundo da maquiagem e que me decepcionou demais, foi o corretivo Yellow da Mary Kay. Comprei de tanto que falavam maravilhas dele, mas quando usei só ele sem uma base por cima, e coloquei para teste, ele acumulou em pouquíssimo tempo. Sem falar que não aderiu direito a pele e ainda se desfez inteiro em contato com água. Só para você ter noção, quando lacrimejei usando ele (sozinho), virou uma mancha. Sem condições né? Tenho até a prova em vídeo desse fato no SQVP. Haha

10.Quais são os seus critérios para definir se algo vale ou não a pena investir?

Sem dúvidas o maior critério é a duração. Temos que sair de casa bonita e voltar também né?! Claro que ao longo do dia o produto vai mudando, devido ao clima, oleosidade da pele e tudo mais, mas no mínimo temos que voltar apresentável. Haha. Também observo o preço, pois ele tem que valer o custo benefício. E outros pontos como, aderência na pele, aspecto e oleosidade.

11.Qual marca brasileira tem te surpreendido?

A Vult vem surpreendendo demais com os produtos que estão lançando, só acho uma pena que isso refletiu um pouco no preço, e os produtos estão bem mais caros. Outra marca foi a Ruby Rose, que veio para mostrar que produtos super baratos podem sim possuir uma boa qualidade.

12. Atualmente, o que tem na sua necessaire?

A minha nécessaire está sempre mudando, principalmente porque estou continuamente testando produtos, e acabo levando muitas opções também. Atualmente os produtos que estão nela são: A base Matte da Vult na cor: 03, a base Studio Fix da Mac na cor: NC25, o corretivo da linha Bruna Tavares na cor: BT30 e o corretivo da Tracta na versão matte na cor: médio, o pó da Vult na cor: 02 e 03, Blush da Tracta na cor: Hibisco, Iluminador Soft & Gentle da Mac, o rímel é o The Colossal da Maybelline a prova d’água, sombras unitárias da Vult, o duo para sobrancelha da Sobrancelha Desing na cor: Rich Brown/Caramel, o lápis bege da Tracta, o delineador liquido da Vult, os batons da Tracta na cor: Ballet e HD90, um gloss da Hourglass, e um batom da Mac na cor: Whril.

13. Qual é o produto que você não vive sem?

O corretivo. Sou maluca por corretivo, e quem me segue sabe bem disso. Haha! Se você não tiver uma base, ele cumpre o papel dela perfeitamente. E ninguém merece sair por ai cheia de olheiras também né?! Haha. Ah, e se eu tivesse que escolher alguma marca, seria o corretivo da Tracta Matte.

14. Como é a sua rotina de gravação dos vídeos?

Sendo bem sincera eu não tenho uma rotina. Dependendo do produto que eu estiver testando, e de como ele se comportará, é que ele vai virar assunto de um vídeo. Portanto, ele precisa surpreender muito, ou decepcionar. Sempre passo dias testando, então quando faço todas as anotações e tenho uma opinião formada, eu sento, arrumo um cenário, uma luz e começo a gravar.

IMG_2871[1]

15. Tem interesse em expandir pro youtube ou prefere continuar com os vídeos cápsulas do instagram?

O Youtube é um assunto que muitas seguidoras abordam. No começo, eu não tinha a pretensão de expandir para lá, mas hoje com o crescimento e os pedidos que recebo, vejo que seria uma boa opção para o SQVP. Principalmente porque vejo que recebo muito mais feedback com os meus vídeos. E no Instagram possui um tempo limitado ne? Então acaba que os vídeos ficam muito rápido e curtos, porque ele só permite até 1 minuto de duração. Porém, como boa perfeccionista que sou, quero uma coisa bem feita e estruturada. Então ainda preciso trabalhar essa ideia, mas será um projeto futuro, se Deus quiser.

16. Em que momento você se sente bonita?

Quando eu estou bem comigo mesma. Claro que quando estamos maquiada e com super produção, nos sentimos maravilhosas né?! Mas a gente precisa buscar essa beleza dentro da gente, e não buscar e enxergar isso apenas na maquiagem.

17. E pra finalizar, pra você beleza é…

Mais uma vez, é se sentir bem. Consigo mesma, com sua família, com os amigos, o mundo… é verdadeiramente a sua auto estima. Ninguém é igual a ninguém, e cada pessoa tem sua beleza. E é essa a “graça”. Imagina se fossemos todas iguais? Não faria muito sentido. É gostoso sermos diferentes, e aprendermos a lidar com isso.

 

Ela é muito maravilhosa e sou seguidora dela desde o comecinho do seu insta e fico imensamente feliz em vivenciar esse crescimento! De olhos fechados a resenha dela é confiável e já comprei alguns produtos por indicação sem me arrepender com o resultado!

Obrigada Rah por ter participado! ❤

Espero que voces tenham gostado!

Aproveita e curte a gente no nosso facebook, clicando aqui assim você pode acompanhar as nossas postagens!

Beeeijo

Rah

A beleza de quem assumiu os cachos

E chegou o dia de atualizar a tag Beleza que Inspira!! E nesse mês a entrevista é com uma amiga minha desde os tempos da faculdade e a temática é: assumir os cabelos cacheados!

Lembro da Pri com cabelo alisado e quem tem o cabelo crespo sabe muito bem a luta que é “domar” os cabelos! E a coisa piora quando há química no meio!

Esse post não vai ser sobre ditadura do cabelo liso e muito menos que você tem que ter o cabelo que sua genética te deu! Esse post é sobre consciência e sentir-se bem consigo mesmo, independente se tem química ou não!

Senta que lá vem textão, por que ela fala que nem eu e eu adoro isso! hahaha

Com vocês, Priscila Carvalho e sua história de aceitação capilar!

pri1

  1. Quando e porque começou o seu processo de mudança/aceitação dos cachos?

Lembro que minha mãe alisava meus cabelos desde que eu tinha uns nove anos de idade e eu sempre me percebi assim, como alguém que tinha um cabelo feio e “sarara”. Não era nada bom ser chamada de cabelo de “Bombril” na escola, essa fase é massacrante principalmente pra quem não faz parte dos padrões de beleza. A grande verdade é que nós meninas  crespas ou cacheadas não somos ensinadas a se achar bonitas usando nosso cabelo natural,  nem entendemos nossa ascendência ou temos qualquer identificação cultural com ela, somos levadas a total negação de nossas raízes, inclusive as capilares (rsrs). Principalmente se nossas matrizes étnicas raciais forem africanas ou indígenas, piorou se forem ambas. Até porque o padrão de beleza é outro na nossa sociedade. Que enfatiza como belo pessoas brancas, dos olhos claros e cabelos lisos, esses são os nossos referenciais inclusive na televisão.

Bem eu não tinha consciência disso até um tempo atrás, muito menos minha mãe quando alisava meus cabelos, fazia parte do nosso subjetivo impulsionado também pelos nossos preconceitos que aprendemos socialmente. Enfim, conforme fui crescendo eu continuava com a química porque queria ver meus cabelos compridos, menos “rebeldes” e também me sentir bonita, pelo menos eu achava que era só por isso.

Desse modo, umas das primeiras coisas que me levou a mudança foi um corte químico no cabelo, foi o terceiro ou quarto que já havia sofrido, mas parece que não aprendi antes. A gota d´água foi esse corte químico capilar de 2013 quando tinha 23 anos, quase me deixou careca, passei 2013 e 2014 usando aplique, porque meu cabelo estava completamente detonado, tinha vários “buracos” na cabeça. Aos 24 anos fui obrigada a reiniciar, passei a usar na metade do ano de 2013 e todo ano de 2014 um aplique ou mega hair. Porém nesse momento já tinha pré-estabelecido o meu objetivo de voltar ao cabelo natural.

Quando meu cabelo começou a crescer novamente, eu nem me lembrava da sua textura natural. Só sabia que queria desesperadamente meu cabelo de volta. No ano e meio que usei mega hair, eu não alisava mais o cabelo, mas passava a chapinha, para deixa-lo na “mesma” textura do aplique e assim fui levando até ele crescer um pouquinho para eu sentir uma confiança e abandonar o Mega.

Dessa forma, no final do ano de 2014, eu coloquei o aplique novamente, mas no dia seguinte me arrependi e fui na minha cabeleireira para que ela tirasse o Mega. Eu quis começar 2015 com o meu cabelo natural, nesse mesmo dia fiz meu B.C “big chop” conhecido também como “grande corte”. É a fase que cortamos toda a química ou resto da química do cabelo. Quando saí de lá do salão me senti aliviada, chorei muito, só que de felicidade (claro), imagina… me sentia todos esses anos escravizada pelas químicas e aquele dia foi a minha alforria. Foi um momento lindo, de alivio, aceitação, autoafirmação e empoderamento.

2. Como é a sua relação com a moda?

Acho que é boa, eu tenho fases como ela.

3. Quais são os cuidados que você tem/aderiu sobre beleza?

Olha com a idade vem algumas necessidades não é mesmo? rs. Tenho cuidado da minha alimentação ingerindo mais frutas, hortaliças, crepioca e a minha  queridinha: batata doce (adoro). No geral com certeza estou comendo menos besteira, como doces e fast food e não tomo refrigerante há meses e estou super de boa com isso.

 Outra coisa que adotei é tomar pela manhã um copo de suco verde/detox que ajuda bastante a acelerar o metabolismo, ingerir  pelo menos dois litros de água por dia. Além disso, estou tentando ser mais disciplinada e fazer exercícios pelo menos 3 vezes na semana, incluindo uma rotina de caminhadas /corridas.

Aprendi também a cuidar melhor da minha pele que infelizmente é oleosa e acneica, uso um gel de limpeza Vichy Normaderm pela manhã, super  recomendo para quem sofre dos mesmos probleminhas.  Enfim essas atitudes fazem toda diferença no nosso corpo, saúde, bem-estar vai por mim.   😉

4. Qual é o seu conceito de beleza?

Não tenho um conceito de beleza, todavia penso que ela não se prende a padrões e deve ser uma expressão da diversidade. Além disso, a beleza não é ser, é se sentir bela.

pri2

5. Pra você, o que é estar na moda? 

Penso que estar na moda é sobretudo se sentir bem consigo mesma, com o mundo e com os outros. A roupa só representa um dos aspectos de sua personalidade e energia.

  1. Como você define o seu estilo?

Ultimamente estou muito apegada com um estilo retro anos 80 e 90 estou usando muito calças e bermudas jeans cintura-alta, blusa de flanelas ou até o pescoço  meio cavadas no braço. Porém, também tenho influências de moda urbana contemporânea, swag style e roupas étnicas.

  1. Quem te inspira sobre moda e beleza?

Tenho várias inspirações sobre moda e beleza , uma delas é a Rihanna, quando quero algo mais ousado e descolado no estilo swag. Gosto muito dos looks da Sheron Menezes nas roupas mais clássicas e étnicas.

  1. Quando você se sente bonita?

Pode parecer um absurdo, mas me sinto assim  o tempo todo, tirando aqueles dias que a gente tá meio pra baixo. Normalmente… me sinto bonita.  Auto-estimaaa meninas é fundamental!

pri3

Quem conheceu a Priscila na faculdade acho que hoje não a reconhece mais! Sério! Posso afirmar com conhecimento de causa que hoje ela está 100% mais segura e isso tem refletido tanto na beleza dela! Tudo casou com a personalidade dela! Ficou absurdamente linda!

Obrigada Pri por participar na maior boa vontade dessa tag no blog!!!

E aí, você já se sentiu bela hoje?

Beijosss

@rahnoinsta

http://www.facebook.com/blogquebeleza

 

Como usar lápis branco

Oii gente!!

O post do dia é para falar de algo que a gente quase não dá valor na maquiagem: o lápis branco.

O mais legal desse produto é que ele é super versátil dependendo da forma que você usa! Por exemplo, no canto interno dos olhos ele serve como iluminador; na linha d´água ele serve para aumentar os olhos e tirar o aspecto de cansada; na pálpebra móvel ele deixa a sombra mais vibrante e faz durar mais; embaixo da sobrancelha como iluminador!

O lápis branco ideal é aquele que seja macio de aplicar, tenha um branco intenso, seja cremoso e fácil de espalhar (assim você consegue usá-lo como iluminador!)

Se você experimentar o branco e achar que ficou muito artificial, uma outra alternativa é o lápis bege!

Eu comprei o meu da Dailus pela internet, mas confesso que não gostei muito do resultado. Fui usar na linha d´água e em pouquíssimo tempo saiu todo :/ Mas eu vou experimentar de outra marca para ver se fica mais satisfatório!

Vamos ver como fica a make? Achei uns exemplos beeem bacanas!

  • Dá para usar em make leve sem passar sombra ou lápis na parte de fora

lapis-olho-branco7

  • Para peles morenas também fica bem bonito e abre bem o olhar!

aula_de_make_lapisbranco

  • A diferença nos olhares quando passa apenas o lápis preto e quando faz o combo lápis branco na linha d´água + lápis preto

img_9985-3

lapis-branco

Oh como que deixa o olhar bem diferente!

heidi-klum-usa-lc3a1pis-branco-na-linha-dc3a1gua

Com o intuito de iluminar algumas áreas dos olhos e também de potencializar a sombra, o mais usado e que tem um efeito muito bom é o jumbo da Nyx. Ele é bem macio e um branco super branco!!

jumbonyx2311

Li numas resenhas  o lápis branco da Vult ser bem avaliado, mas tem várias outras marcas, como a Natura, da Tracta, da Boticário.. É só testar e eleger a preferida!

Espero que gostem e que usem! E quem já usou é só deixar a marca nos comentários daqui ou da fanpage, clicando aqui!

Beeeijos

@rahnoinsta