Resenha batom Essence Metal Shock Lipstick

A resenha de hoje é sobre um batom que causou uma certa polêmica quando postei uma foto com ele: afinal, ele é rosa ou vermelho?

IMG_20170630_151547_496.jpg

Eu acho que é vermelho, será que sou daltônica? Hahahaha

A Essence está com uma linha de batons metálicos, coisa que aparentemente está voltando a ser tendência após a longa onda dos batons matte, chamada Metal Shock Lipstick. Foram lançadas 8 cores, e eu comprei a de número 3 (Ace of Hearts) por 2,95 euros na (adivinha) DM.

IMG_1586 (2).jpg

IMG_1590 (2).jpg

Vamos ver o que a marca diz sobre o produto (como sempre em tradução livre para o português):

Os batons cremosos deixam os lábios brilhando em cores wow – intensas com um efeito metálico.

A composição dele é a seguinte:

POLYBUTENE, DIISOSTEARYL MALATE, TRIDECYL TRIMELLITATE, HYDROGENATED POLYDECENE, POLYETHYLENE, SYNTHETIC FLUORPHLOGOPITE, OCTYLDODECYL STEAROYL STEARATE, HYDROGENATED COCO-GLYCERIDES, CERA MICROCRISTALLINA (MICROCRYSTALLINE WAX), OCTYLDODECANOL, MICA, TOCOPHEROL, LECITHIN, ASCORBYL PALMITATE, GLYCERYL STEARATE, TIN OXIDE, GLYCERYL OLEATE, SILICA, CITRIC ACID, CI 15850 (RED 7 LAKE), CI 45380 (RED 22 LAKE), CI 77491 (IRON OXIDES), CI 77891 (TITANIUM DIOXIDE)

Os batons dessa linha vêm em embalagens bem simples na cor preta, com um detalhe cromado no meio, próximo da tampa.

IMG_1592 (2).jpg

Tanto na bala, quanto na pele, o batom me pareceu um tom de vermelho mais frio com partículas metálicas, porém o próprio site da DM o define como rosa (mas na minha cabeça ele ainda é vermelho hahaha).

IMG_1594 (2).jpg

Como alguém pode achar que isso é rosa? Kkkkkkkkk

A textura dele nos lábios é bastante confortável e sua durabilidade é ok. Ele transfere um pouco, mas ainda não vi um batom que não saísse minimamente da boca após uma refeição, por exemplo.

IMG_1600 (2).jpg

Sobrou batom na boca após o teste de transferência

Achei que valeu o investimento, pois o custo benefício foi ótimo. O batom é super barato, tem uma cor bem bonita, e fixação digna, portanto, recomendo!

Para mais informações, aqui está o site da Essence já na página do batom resenhado, e aqui está o site da DM com os preços e outras cores dessa linha.

Gostaram do post? Curtam, comentem, compartilhem! 😀 Tem algum produto que vocês gostariam que eu resenhasse? Se sim, digam nos comentários, ou entrem em contato comigo pelas minhas redes sociais! Querem ver meu dia-a-dia aqui na Alemanha mais de perto? É fácil, me sigam no Instagram: viviancreder. 🙂

Beijão pra vocês :*

Vivi.

Resenha Essence the Gel Nail Polish, the Satin

Olá, aqui é a Vivian, e a resenha de hoje será Alemã! Eu não só estarei aqui no Blog contando sobre minha vida em Berlim, mas também estarei mostrando pra vocês um pouco sobre o universo da beleza por aqui. Sei que alguns dos produtos que vou resenhar não serão facilmente acessíveis pra quem está no Brasil por questões geográficas, porém eles podem ser adquiridos pela internet, em viagens, ou em versões brasileiras (caso elas existam, claro).

Essence principal

Eu estava procurando por um esmalte clarinho, depois de ter passado umas semanas pintando as unhas com cores vibrantes/ escuras. Em uma das minhas milhares de idas à DM (falei dela aqui), eu achei esse esmalte da Essence que me agradou bastante.

Vamos ver o que a marca diz sobre ele (em tradução bem livre para o português):

Amor de longa duração! A próxima geração dos esmaltes Essence está aqui! A fórmula especial do esmalte fornece uma manicure incrivelmente duradoura, e um brilho gel maravilhoso. A inovadora tecnologia de cor oferece cor intensa combinada com a cobertura perfeita.

A composição do esmalte é a seguinte:

ETHYL ACETATE, BUTYL ACETATE, NITROCELLULOSE, ADIPIC ACID/NEOPENTYL GLYCOL/TRIMELLITIC ANHYDRIDE COPOLYMER, ACETYL TRIBUTYL CITRATE, POLYPROPYLENE, ISOPROPYL ALCOHOL, ISOBUTYL ACETATE, STEARALKONIUM BENTONITE, SUCROSE ACETATE ISOBUTYRATE, SYNTHETIC FLUORPHLOGOPITE, TRIETHOXYCAPRYLYLSILANE, MICA, ALUMINUM HYDROXIDE, TIN OXIDE, CI 77491 (IRON OXIDES), CI 77891 (TITANIUM DIOXIDE).

O esmalte custou 1,55 euros, e a cor que comprei é a número 35 (Engaged) da linha gel da marca, um nude que, dependendo da iluminação, fica com um fundo mais rosado. A textura dele é cremosa, com algumas partículas de brilho bem pequenas, porém o esmalte não chega a ser cintilante e após seco ele fica um tanto quanto opaco.

Apesar de ser cremoso, ele é fácil de aplicar e não mancha. O pincel do esmalte não é tão flat, como uns outros que testei, mas ele é bem “gordinho”, o que ajuda bastante na hora de passá-lo nas unhas. Além disso, o cheiro é de um esmalte convencional, nada agressivo que atrapalhe seu uso.

pincel essence

Vale ressaltar que a Essence possui uma gama completa de esmaltes gel, englobando bases e top coats, e eu não apliquei o esmalte conforme a indicação do site da marca, ou seja, utilizando a base e o top coat gel deles. Utilizei minha base Mavala e um top coat da Sally Hansen, que seca o esmalte em poucos segundos e deixa a unha com um brilho bem legal.

esmalte em ação

Perdoem a tosquice, mas sou quem faço minhas unhas usando alicates alemães, que não são dos mais amolados.

O esmalte durou dignamente por quatro dias, o que não é lá incrível como veiculado no site da marca, contudo, eu também não usei o produto de acordo com as indicações deles, o que pode ter influenciado a sua durabilidade – as primeiras lascas surgiram após eu ter lavado o cabelo pela segunda vez.

Sinceramente, achei que valeu o investimento, pois a cor dele é bonita, ele é fácil de aplicar, é barato (se comparado a outras marcas vendidas por aqui) e resistiu à algumas tarefas domésticas.

Para quem tem curiosidade, acessem o site da Essence para mais informações sobre esse esmalte e demais produtos da marca, que vende seus artigos aqui e em outros países (o site está em inglês, mas o Google Tradutor dá uma força nisso).

Tem algum produto que vocês gostariam que eu resenhasse? Se sim, deixem a sugestão nos comentários, ou entrem em contato comigo pelas minhas redes sociais. Para acompanharem mais de perto minha vida por aqui, me sigam no Instagram: viviancreder.

Beijos, e até o próximo post! 🙂

Vivi.

Beleza na Alemanha: conheçam a DM.

Eu dedico o post de hoje para aqueles que, como eu, são apaixonados pelo mundo dos cosméticos.

DSC_0109-01.jpeg

Sim meus amigos apaixonados pelo mundo da beleza, nosso paraíso é aqui, na DM.

A DM, Rossman e Douglas são as drogarias mais famosas da Alemanha, sendo que as duas primeiras são bem parecidas e vendem produtos que eu chamaria de mais “populares”, com uma variedade maior de itens, enquanto que a última não é beeem uma drogaria, mas sim perfumaria, e tem uma abordagem mais restrita e mais cara. Contudo, elas têm algo em comum: muitos perfumes, maquiagens, esmaltes e creminhos.

Hoje vou falar especificamente da DM, que é a drogaria que eu visito com mais frequência (já que tem uma super perto da minha casa).

Como falei acima, a DM é uma drogaria, e não uma farmácia, portanto, lá não há farmacêutico, e o máximo que você vai achar no formato de um um comprimido são complexos vitamínicos e fitoterápicos. Aviso de antemão que se você está com dores fortes e/ ou precisa de um tratamento específico, seu lugar é na Apotheke – farmácia em Alemão.

A DM tem uma gama bem grande de produtos, e eu diria que seu foco principal são os cosméticos e higiene pessoal. Contudo, lá você também acha algumas comidas (geralmente bio), produtos de limpeza e até roupas para crianças e acessórios, como colares, brincos e prendedores de cabelo. Ou seja, o lugar tem muita coisa.

Collage 2017-07-09 22_05_56.jpg

Corredor com papéis higiênicos e fraldas, sabonetes, alimentos bio e miniaturas para viagem.

Focando nos cosméticos, que é o que interessa, é fácil encontrar na DM hidratantes corporais e faciais, sabonetes, máscaras para o rosto, protetor solar, maquiagens, esmaltes, produtos para cabelo como shampoos, condicionadores, finalizadores, tratamentos e tintas, dentre tantos outros itens.

Collage 2017-07-09 22_25_29.jpg

Perfumes, alguns tratamentos faciais, protetor solar e mais outros tratamentos faciais.

Entretanto, não só a diversidade de artigos é grande, mas a de marcas também. Além de vender produtos da Nivea, Garnier, L’oréal, John Frieda, OGX, Maybelline, Schwarzkopf, Essence, Max Factor, Nyx (fiquei sem ar e a lista ainda continua…), a DM também possui marcas próprias, como a Balea, Ebelin, e Alverde, que é uma linha de maquiagens e cosméticos naturais.

Collage 2017-07-09 22_21_56

Maquiagens L’oréal, corretivo True Match (que eu amo), quarteto de sombras neutras mas com um brilho lindo e tratamentos faciais da marca.

Collage 2017-07-09 22_18_36

Produtos Alverde e Produtos Essence, com foco na palette que você pode montar com as sombras que quiser da marca (cada uma custa 1,45 euros) e nos batons e demais produtos baratinhos, porém dignos.

Collage 2017-07-09 22_20_02

Produtos Lavera, de cosméticos naturais, com foco nesse quarteto de sombras que achei lindo e custa 5,45 euros.

Os preços da DM costumam ser acessíveis, inclusive quando se faz a conversão do Euro para o Real. Apenas para ilustrar, um shampoo John Frieda de 250 ml geralmente é vendido por 5,45 euros, sendo que o mesmo produto no Brasil costuma custar entre 60 e 80 reais. Essa diferença de preço não diz respeito apenas aos produtos John Frieda, já que consegui notá-la com a OGX e Nyx. Viram vantagem, né?

Collage 2017-07-09 22_23_33.jpg

Foco nos preços das tintas Olia, da Garnier, e dos produtos John Frieda: uso ambos e recomendo!

Ainda mais em conta são os produtos fabricados pela drogaria, pois, como mencionei, a DM possui seus próprios cosméticos, comidas, acessórios, e por aí vai. Eu particularmente recomendo os hidratantes da Balea, que custam em média 1,75 euros o tubo com 400 ml (os preços variam a partir das formulações dos hidratantes), e os acessórios para maquiagem da Ebelin (tem pincel kabuki por 4,95 euros e curvex por 2,45 euros). Esses não são os produtos mais fantásticos da face da Terra, porém acredito que a qualidade é ótima, especialmente quando se leva em consideração os preços.

Sei que ninguém no Brasil tem condições de simplesmente pegar um voo para Europa para dar uma passada na DM (exceto os ryckos), porém, se você pensa em visitar a Alemanha, ou outros países que tenham essa drogaria, e curte tanto o mercado da beleza como eu, aconselho fortemente que você visite o local para conferir o que ele tem para oferecer de bom.

Por fim, deixo aqui o link para o site da DM, que está em Alemão, mas que você pode traduzir com a ajuda do Google.

Gostaram do post? Curtam, comentem, compartilhem! 😀 Tem algum tema que vocês querem que eu aborde aqui no blog? Se sim, digam nos comentários, ou entrem em contato comigo pelas minhas redes sociais! Querem ver meu dia-a-dia aqui na Alemanha mais de perto? É fácil, me sigam no Instagram: viviancreder.

Beijão pra vocês :*

Vivi.

Cartagena das Índias: cores e história

Hola! A dica de hoje é Cartagena das Índias. Uma das cidades mais coloridas e visitadas na Colômbia. A cidade respira história e modernidade ao mesmo tempo, além de ser a queridinha dos mochileiros e viajantes. Nesse post vou dar dicas de hotel com bom preço e ótima localização e alguns lugares imperdíveis para conhecer na cidade.

CIDADE AMURALHADA

Segundo os historiadores, a muralha que protegia o atual centro histórico de Cartagena tinha a função de proteger essa região de ataques estrangeiros e, principalmente, por piratas que navegavam por aqueles mares, tendo em vista a localização privilegiada.

dsc06085

Por isso, o local ficou conhecido como Cidade Amuralhada, sendo formada pelos bairros de Getsemaní, Centro, San Diego e Matuna. Fiquei em Getsemaní e o que mais me encantou foi a forte presença da arte urbana e as casas coloridas. Tudo muito lindo!

20160826_124818

Se achando a blogueira! rs

O local concentra muitos restaurantes e atividades turísticas. Aproveite para caminhar durante o pôr do sol e apreciar a arquitetura e seus prédios coloniais. E não tenha medo de se perder pelas ruas. Com certeza você vai achar algo interessante!

20160824_110129

DSC06093.JPG

PUERTA DEL RELOJ 

Podemos dizer que é a “porta de entrada” da Cidade Amuralhada e antigamente se conectava a Getsemaní por meio de uma ponte. A torre – também chamada de Boca del Puente – é um dos símbolos mais emblemáticos de Cartagena.

DSC06086.JPG

Entrada da Cidade Amuralhada

Assim que você passa os portões do relógio já é possível ver artistas vendendo quadros, cerâmicas e artesanatos em geral. E antigamente havia um comércio de escravos (triste história) muito forte na Plaza de Los Coches. Hoje o local virou comércio de doces típicos.

DSC06088.JPG

Detalhes da arquitetura

 

DSC06094.JPG

Nada melhor do que uma limonada para ‘matar’ o calor!

CASTILLO DE SAN FELIPE DE BARAJAS

 

É uma fortaleza militar localizada fora da Cidade Amuralhada. A bateria do iPhone não contribuiu, por isso não tenho fotos do lugar. Meu conselho é: vá cedinho ou no fim de tarde quando o sol deu uma trégua.

20160825_173621.jpg

Use um sapato confortável, pois há muitas rampas e não esqueça de levar boné/chapéu e água! O passeio não é gratuito, cobra-se uma entrada de 25 mil pesos colombianos (estudante paga meia entrada). É válido gastar esse dinheiro e ter uma vista incrível. Aconselho ir após as 17h ou o mais próximo do pôr do sol, pois a vista é linda e o calor não chega a incomodar tanto!

ESCULTURAS DE BOTERO

Já ouviu falar em Fernando Botero? Ele é um artista colombiano nascido em Medellin muito famoso por suas telas e esculturas retratarem as figuras humanas meio ‘gordinhas’.

20160826_162218.jpg

Essa escultura é chamada de Gorda Gertrudis e foi doada pelo artista em 2000. Para encontrá-la, basta ir até até a Praça de Santo Domingo.

MUSEU DA ESMERALDA

Eu adoro museus e amo esmeraldas. E gosto mais ainda quando podemos conhecer o lugar sem pagar nada! Hehehe O Museu ‘oficial’ da Esmeralda fica em Bogotá, porém em Cartagena você consegue ter uma noção de como era feito o processo de exploração e extração da pedra. O museu fica no Centro Histórico na calle D. Sancho.

20160826_150337.jpg

A Colômbia é famosa por suas esmeraldas e lá o preço é bem mais em conta do que aqui no Brasil. Eu então fiquei encantada com as peças e logo procurei algo que me agradasse.

20160826_190657.jpgAlém disso, você pode pedir restituição do imposto (IVA) quando estiver saindo do país. Basta ter feito a compra com cartão de crédito internacional e preencher formulário disponível no guichê da DIAN – Dirección de Impuestos y Aduanas Nacionales, situado nos aeroportos do país.

CAFÉ HAVANA

A noite em Cartagena é bem badalada. Quem gosta de salsa e música cubana não pode deixar de visitar o Café Havana. O local fica cheio com presença de moradores e de turistas em busca de rum, mojitos e música boa.

IMG_9043.JPG

 

Normalmente a entrada é grátis. E no bar você pode pagar usando o cartão de crédito/débito também. O Café Havana é bem animado, as pessoas te tiram para dançar e você ainda pode reservar mesas. O único problema é o espaço muito pequeno para ser pista de dança e bar. Mas isso compensa com a música maravilhosa! Não deixe de ir!

SOUVENIRS

Quem me conhece sabe que não viajo para fazer compras. Acho desperdício de tempo ficar enfiada em lojas e shoppings. Quando preciso de algo sou adepta a pedir tudo pela internet e mandar entregar no hotel. Ou seria preguiçosa? Enfim. O que gosto mesmo de comprar são itens para minha coleção de canecas, imãs e pratos de parede.

DSC06111.JPG

Dentro da cidade amuralhada você encontra muito artesanato colombiano. E os preços são bons! É claro que sempre vão inflacionar o preço para turista, portanto NEGOCIE! Para quem gosta das famosas bolsas Wayuu, encontrei elas a um preço legal nos vendedores ambulantes da Plaza San Domingo.

PRAIAS

A cidade de Cartagena também possui praia. É uma opção para quem não vai até San Andrés. E como eu iria passar meu aniversário em uma ilha paradisíaca, deixei para tomar sol apenas em San Andrés e Providência. Mas se você só tiver Cartagena no roteiro, busque ir a Playa Blanca ou as praias situadas na Ilha do Rosário e Ilha Baru.

DSC06105.JPG

 E é a partir desse lugar que muitas lanchas saem para esses passeios. É possível fazer um bate e volta. Em barcos de passeio (os grandes) custa em média 35 mil pesos por pessoa. Já as lanchas (mais rápidas) custam em torno de 60 mil pesos.

ONDE SE HOSPEDAR

Durante a viagem estive duas vezes em Cartagena e nossa opção sempre foi ficar em Getsemaní. O bairro é bem localizado e está próximo dos pontos turísticos, o que acaba eliminando o uso de táxi no deslocamento, além de ter muitos hostels com preços super em conta.

Nos primeiros dias ficamos na Casa Marta e depois na Casa Sweety. Ambas coladas na Praça da Iglesia de la Trinidad. Os quartos eram enormes e com banheiros privativos, além de ter piscina (o que ajuda muito nos dias de extremo calor). O valor da diária foi de R$200 com café da manhã incluso e wifi. O atendimento nos dois locais foi maravilhoso. O staff do hotel sempre atencioso para te auxiliar com qualquer coisa. Você só precisa saber um pouquinho de espanhol ou arranhar o portunhol. Usar o inglês não vai te ajudar muito! Rs

casa-marta-cartagena-406928-816753315-m

Quarto na Casa Marta – Foto: Holidayme.com

img_0030

Quarto – Casa Sweety

img_0032

Banheiro enorme – Casa Sweety

img_0037

Área de Lazer/Convivência – Casa Sweety

É claro que ainda existem muitos outros lugares para serem visitados em Cartagena. Mas essa é a graça de ir desvendando a cidade aos poucos. Eu fico com vontade de voltar sempre que revejo essas fotos. E no próximo post vou dar dicas de restaurantes e como se locomover em Cartagena. Já prepara o lencinho porque as fotos são de dar água na boca!

 

anitaBeijo Beijo