A beleza de uma Turista Carimbada

Se tem uma tag que eu gosto é essa do Beleza Que Inspira! Juro que eu queria ser uma mosquinha para ver a reação das pessoas ao receber o convite em participar dessa entrevista!

A Beleza que Inspira do mês de maio é a Turista Carimbada Thais Ferrari, dona de um blog de viagens muuuuuito bacana! Diferente daqueles “diários de viagem” que a gente vê por aí, ela mostra bem os pontos turísticos, o que vale a pena, o que não vale, enfim, várias dicas bem boas para não cair em cilada em viagem!

Como ela viaja meio mundo, nada melhor do que saber como ela se vira no quesito beleza quando viaja, não é? Por isso segue abaixo uma entrevista muuuuito bacana!!! E pra mim, a melhor parte de toda a conversa sobre ela participar da tag é que eu sempre peço para a pessoa me enviar 3 fotos para ilustrar a matéria, e sabe o que ela me respondeu? “Foi muito difícil escolher fotos que eu me acho linda, juro! kkkkk” APENAS A-MEEEEI!!!!

melodia del vino

  1. Porquê você decidiu morar fora do Brasil?

Eu nunca pensei em morar na Itália, apesar de ser de origem italiana. Mas um dia, como nos contos de fada, inesperadamente, eu conheci meu príncipe. Meu marido é brasileiro também, mas quando o conheci, ele já morava na Itália há mais de 25 anos então, eu não tive muita escolha, se quisesse ficar com ele teria de vir prá cá, uma vez que a vida dele aqui, já estava muito mais organizada do que a minha no Brasil.

  1. No seu processo de adaptação em outro país, você sentiu alguma dificuldade para manter os cuidados com a beleza? (por exemplo, serviços de manicure, de depilação, cabeleireira)

Eu senti todos as dificuldades possíveis no processo de adaptação em matéria de cabelos e digo que ainda sinto alguns.

Por exemplo, eu sempre fiz escova progressiva nos cabelos, e aqui na Itália esse tipo de produto é proibido. Não é que não tenha, você até encontra cabelereiros que trouxeram o produto do Brasil e façam a aplicação, mas custa muito caro, três vezes mais. Já no Brasil, por mais proibido que tenha passado a ser,  eles mudavam o nome do tratamento, como foi o caso daquela vez que passou a ser chamada ” escova de chocolate” e quem era viciada no tratamento, como eu, continuava fazendo.

O resultado disso, foi que eu trouxe comigo os produtos do Brasil e passei a fazer eu mesma em casa. Até hoje tenho tido sucesso. Mas, não é que comprei qualquer produto, eu comprei um bom produto, com aconselhamento da minha cabelereira do Brasil. Esse produto é um meio termo entre a perfeição da escova progressiva feita no salão e um tratamento de relaxamento de ondas. Isso aliado a água daqui  que tem muito calcário e faz pesar os cabelos, o resultado foi perfeito!

Quanto a depilação e manicure não fui muito atingida porque sempre fiz sozinha. As brasileiras são sempre muito talentosas quando o assunto é beleza, não é mesmo?

  1. Pra você, quais são as diferenças e semelhanças nos cuidados de beleza entre brasileiras e italianas?

Em relação a cortes de cabelo, até hoje sou muito receosa e confesso que eu mesma corto meu cabelo, porque as vezes que fui no cabelereiro por aqui, o resultado foi  desastroso. Aqui na Itália, eles gostam mais de cabelos curtos , um pouco esculpidos e com tintura. Eu sempre gostei dos meus cabelos na cor natural e sempre usei corte reto no máximo com uma franja comprida. Uma vez, saí do salão parecendo um mico-leão-dourado. E depois disso, fiquei traumatizada e nunca mais voltei. Agora estou pouco a pouco conseguindo fazer voltar meu antigo visual.

Em contrapartida, acho que eles são ótimos em fazer penteados como escovas e lisos cacheados e também que resistam ao tempo úmido, por que, frio e chuva aqui é praticamente é o ano inteiro.

Em relação as unhas , aqui elas não tiram as cutículas. Prova viva disso, é que não se encontra alicate de cutícula como os nossos no Brasil. Elas acreditam que não faça bem tirar as cutículas e mesmo o esmalte, é passado quase até chegar na cutícula e não como os nossos  que são colocados em toda superfície da unha. Mas sempre tem aqueles outros tratamentos de gel e unhas postiças que é bastante usado.

Uma diferença gritante, é a maneira como elas lidam com o preenchimento labial. É muito exagerado e quem faz fica com aquela bico de pato. Nós , ao invés, apenas preenchemos o que antes já existia e fica mais discreto.

Sobre maquiagem, é difícil generalizar, porque tem sempre aquelas mulheres que exageram em tudo. Mas o normal daqui é usar maquiagem mais carregada que as nossas. Elas adoram contorno labial e olhos bem marcados.

O que se escuta dizer, é que elas acham a mulher brasileira muito bonita, e tem aquelas que sonham em ir para o Brasil fazer cirurgias plásticas, ou arrumar os dentes, uma vez que aqui o tratamento dentário é de péssima qualidade e está anos luz de ser prioridade na vida deles. Eu continuo me tratando no Brasil.

  1. Como é uma necessaire de uma viajante?

Ah! Isso varia muito! Depende do lugar para o qual eu vou e de quanto tempo eu vou ficar. Hoje em dia , depois de ter levado muita coisa em viagem que eu cheguei a nem tocar, aprendi a ser mais moderada.

Se eu tivesse que elencar algumas coisas que não podem faltar de jeito nenhum, seriam:

1-Filtro solar

2-Hidratante para o rosto,  para os lábils e para o corpo

3-Shampoo e condicionador

4-Óleo para as pontas dos cabelos ou um leaving

5-Escova,  pasta de dente e fio dental

6-Lenços umedecidos para tirar a maquiagem ( é mais leve , e mais seguro que não vaze na mala)

7- Maquiagem (nada de exageros:  base, pó, 1 sobra, lápis, rímel, blush e 1 batom)

8-Lixa de unha (é o item mais importante no quesito unhas. Eu tenho prática e fazer minhas unhas e ás vezes, dependendo do lugar que eu vá, se for mais chique, eu levo um esmalte para dar umas pinceladas na unha descascada.Mas para quem não tem prática, sempre haverá um salão de beleza a disposição)

9-Pente e escova  (Eu parei de levar secador de cabelo porque a maioria dos hotéis sempre tem e quando ficamos em lugares que não tem, geralmente é um lugar de clima quente, então eu aproveito e faço aquele visual ” acabei de sair da piscina” .

10- Desodorante

11- OB e Carefree

 Lembrando que eu sempre levo a menor embalagem possível, e se terminar eu compro durante a viagem.

  1. Como manter a beleza durante uma viagem?

Ás vezes é complicado, como por exemplo quando faço uma viagem de 1 mês , por cinco países diferentes com uma mochila.Tem que ter espirito de aventura e saber que aquela é uma condição para estar ali. Eu muitas vezes penso que  quando chegar em casa eu serei super vaidosa de novo e isso me alivia.

Geralmente o que acontece é que a mesma roupa que molhou, suou , sujou, amassou, será usada inúmeras vezes. Então quando eu tiro a roupa, procuro deixá-la sempre pendurada para arejar . Procuro também sempre levar roupas  com tecido mais fáceis, que não amassem tanto, de cores neutras que combinem entre si.

Calcinhas eu levo pouquíssimas e de tecidos que sequem rápido assim, posso lavar todo dia. Com os sutiãs, que é mais complicado combinar coma  roupas e lavar, eu procuro levar no máximo dois ou três, sendo um cor da pele com a opção de tirar a alça.

A regra básica com os cabelos é, se estiver horrível, faça um coque meio desarrumado e sorria. Não dá prá ficar encanando muito. Ter uns grampinhos à mão facilita muito quando estamos em lugar com muito vento.

Sobre sapatos, a regra é, jamais, em hipótese alguma, viajar com sapato novo. O ideal é sempre o mais confortável. Salto alto eu só levo se souber que vou precisar para alguma festa que já esteja marcada porque se não, eu procuro levar uma rasteirinha mais chique para usar a noite e de dia é tênis , chinelos e sandálias confortáveis e leves. Como meu pé é muito grande, a quantidade de sapatos que eu resolver levar pesa na mala então eu viajo normalmente com 3 pares no máximo. E sempre experimento com todas as roupas  antes, para saber se eles ficam bem com tudo.

  1. Como é a sua relação com a moda?

Bem, imagine que quando eu estava no Brasil, eu trabalhava como modelista piloteira. Ou seja, eu simplesmente amo moda. Quando eu vim prá cá, eu tinha dez portas de armário, umas 50 bolsas, uns 100 pares de sapato, fora os acessórios. O que eu fiz, foi que eu doei tudo, porque não tinha onde deixar e nem como trazer então desapeguei. Vim prá cá com duas malas e pouco a pouco fui refazendo meu armário.

É verdade que aqui a gente tem vontade de comprar tudo, mas é como em todo lugar, em um mês você compra uma roupinha, no outro compra um sapato. Eu tenho minhas máquinas de costura aqui, então, costuro várias das minhas roupas.

10463749_877356108947487_832041201955252954_o

  1. Quais são os cuidados que você tem/aderiu sobre beleza?

Eu sempre fui paranoica com  a pele do rosto. Desde os 18 anos comecei a usar cremes e protetor solar. Agora, com o passar dos anos, mudanças hormonais e climas diversos ajudaram a envelhecer um pouco minha pele e eu redobrei os cuidados.

Aqui são basicamente nove meses de frio e todo lugar que você vai tem aquecimento então é uma briga do frio com o calor, isso desidrata a pele e envelhece precocemente. E quando chega o verão, é sempre  aquele calor de mais de 35 graus. Nessa época eu não saio de casa sem  filtro solar e chapéu.

Sobre fazer esportes, eu amo correr e procuro fazer pelo menos duas vezes por semana. Depois que vim para cá, foi inevitável engordar, imagine que não só porque a culinária italiana é divina e os vinhos nem se fala, mas porque o fato de mudar radicalmente o tipo de dieta alimentar já desequilibra o organismo, então eu tento me exercitar com regularidade. Mas isso para mim não é sofrido porque eu sempre pratiquei esporte.

  1. Qual é o seu conceito de beleza?

Meu conceito de beleza, é a mulher que se valoriza e se cuida. Porque noventa por cento das mulheres não são modelos. Existem tipos diferentes e fora dos padrões que são muito mais notáveis que aquele padrãozinho que as revistas elegeram.

O que eu acho que transforma uma mulher em uma bela mulher, primeiro de tudo é a postura. Como ela se comporta e como trata os outros. Um sorriso no rosto e delicadeza sempre ajudam muito.

O tempo é implacável e todos estamos na lista das rugas, dos quilinhos a mais, ás vezes sem dinheiro para comprar a última moda, mas a pessoa que conhece seu estilo sempre  conseguirá transmitir uma graça e é essa serenidade que leva a pessoa a ser bela.

  1. Pra você, o que é estar na moda?

Tem muita coisa que está na moda é não é necessariamente belo. Vou dar um exemplo, lembra quando alguns anos atrás, aquela cantora de funk , Tati Quebra-barraco, saiu na capa da Vogue com a legenda ” Sou feia mas tô na moda” ?

Ela era o avesso dos padrões de moda mas estava na moda. Então, prá mim, estar na moda, é estar em evidência, mas não necessariamente ser objeto de desejo.

  1. Como você define o seu estilo?

Meu estilo é casual. Às vezes mais chique , ás vezes mais esportivo. Eu não abro mão de roupas de qualidade. Não precisam ser caras, mas precisam aparentar qualidade. Como eu entendo de costura, sempre observo muito o acabamento das peças antes de comprar. E sempre prefiro comprar uma boa peça de roupa que eu vá usar cem vezes ao invés de comprar uma baciada de roupas que na primeira lavada estragam ou que na próxima estação não combinem com mais nada.

  1. Quem te inspira sobre moda e beleza?

Eu poderia elencar muitos estilistas, mas até mesmo nossas referências podem ter surtos criativos e acabar fazendo coleções estranhas de vez em quando.

Vamos colocar assim, no Brasil, uma marca que se eu pudesse comprar a loja inteira, eu compraria, seria a Animale. Uma mulher despojada e chic. Que adora materiais inovadores e sexy ao mesmo tempo.

  1. Quando você se sente bonita?

Eu me sinto bonita quando estou feliz. Decisivamente! Uma mulher bonita é sempre aquela que está feliz.

Não dá vontade de viajar com ela?! ❤

Thais, muuuito obrigada por participar da entrevista! ❤ ❤

Beeeijo

@rahnoinsta

Anúncios

8 comentários sobre “A beleza de uma Turista Carimbada

  1. Adorei participar! Obrigada as leitoras também. Esse é mesmo um tipo de entrevista legal, que passa uma idéia melhor de quem nós somos. Acho que nem no meu blog eu consegui me expressar bem assim.
    Um beijão e sucesso!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s